domingo, 22 de agosto de 2010

Ser mãe. quem sabe? quem pode julgar?

Hoje como é meu costume de domingo conversei com duas mães importantes em minha vida, não a minha porque a minha é especial, mora comigo e, interessante, reparei que aprendemos a "morar na mesma casa", acreditem não é fácil, mas agora tá ficando bom, mesmo que não raro eu me irrite muito com ela e ela com certeza comigo. (Somo humanas).
Mas, vamos ao meu papo com essas duas. Com uma percebe-se o quanto seus filhos são caros, especiais ao ponto de quem sabe...ela ter deixado de lado sua vida pessoal por causa dos filhos, isso no passado, porém seus filhotes retribuíram à altura e hoje dão a essa mãe todo respaldo, e acho que ela não cobra isso deles pois foi escolha dela.
Outra, parece ... também não posso julgar, mas impressiona quando você conversa com ela e percebe-se que ela tem uma solidão imensa, mas também foi escolha dela, pois para ela, os filhos
são um (não sei o que?), até mesmo o filho que é seu xodó ela não sabe como trata-lo, e em consequencia disso ela é infinitamente só, e temo que seu fim no seja legal.
Só estou escrevendo isso como um desabafo, até porque eu como mãe devo deixar muito a desejar, já fiz até mesmo terapia por conta disso, e me disse minha terapeuta que sou controladora, coisa que eu chamava de cuidadosa e amorosa.
Hoje conversando com meu marido lhe disse, que meus filhos são a razão de minha vida, no que ele concordou, mas acho que não deveria ter dito isso a ele, sendo esse pai maravilhoso e marido dedicado. Ele também é a razão de meu viver. "Desculpe Bel, acho que voce vai me dizer que a razão de meu viver deve ser eu mesma" acertei?

4 comentários:

Izabel disse...

hehehe! é isso mesmo. Se dissesse que é voce primeiro a razão do seu viver! não estaria aí arrependida de ter dito ao teu marido.Mas ele com todo amor de um ser especial, entendeu. Fique fria. Quanto as mães? sei quem são. claro!. Mas como sempre digo, acho que fazemos o nosso melhor. Só podemos dar para os outros o que temos dentro de nós.pode ser filhos, marido, vizinho, amigo, irmão. Assim vamos aos tranco e barrancos seguindo nossa evolução, rumo ao criador.

Izabel disse...

voce que mudou sózinha? que legal minha irmã está lindo teu blog.

Anônimo disse...

VERSÍCULO:
"Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de
mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno
de mim;"
-- Mateus 10:37

PENSAMENTO:
Jesus prezou o amor à família e os cuidados para com nossos
familiares. Ele repreendeu os fariseus que queriam burlar a
obrigação de cuidar dos pais (Mt 15:3-6). Várias das parábolas de
Jesus tratavam da importância de amor e respeito entre pais e
filhos. Mas, Jesus sabia como o amor familiar poderia competir com
o amor a Deus, e é contra isso que ele nos alerta. Durante o regime
Nazista na Alemanha, havia cristãos que poderiam ter ido à prisão
ou à morte, mas, que, para proteger suas famílias, calaram-se
frente às atrocidades. É uma coisa você enfrentar tortura ou prisão
pessoalmente. Porém, é outra coisa você ver seus filhos passando
pela mesma coisa. Hitler sabia disso e usou as famílias para
manipular muitas pessoas de fé. O inimigo sempre usou a família e
continua a usando até hoje. São as pessoas mais próximas que mais
nos influenciam. Às vezes reagimos ou nos rebelamos contra elas. No
entanto, sua influência é inegável. Você pode não desistir de crer
em Jesus por causa de um parente, mas pode deixar de praticar ou
viver a verdade como Jesus lhe ensinou, e isso será pior. Você
mesmo participará do seu próprio engano e conseqüentemente do
engano a incontáveis outros - inclusive seus amados. Seja fiel a
Jesus. Dietrich Bonhoeffer, um jovem pastor Luterano morto pelos
Nazistas, disse que nosso compromisso com Jesus tem que ser tão
absoluto que todos os outros relacionamentos ficam sujeitos a sua
autoridade. A melhor forma de amar qualquer outra pessoa é amando
acima dela o único Salvador que ela terá. Só assim é que ela
poderá descobrir a Quem deve amar, porque descobrirá Quem realmente
a ama.

ORAÇÃO:
Pai, eu tenho amado a mim mesmo e a outros muito mais do que a
Jesus. Mas, nenhuma dessas pessoas fez o que Jesus fez por mim. E
nem poderiam. Só ele era capaz de um amor tão grande. Eu lhe
agradeço e quero retribuir este amor com todo meu coração, com toda
minha força e com tudo que eu sou, porque Ele merece. Em nome de
Jesus eu oro. Amém.

Anônimo disse...

VERSÍCULO:
". e quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de
mim."
-- Mateus 10:38

PENSAMENTO:
Para o discípulo, tomar a cruz não é apenas aceitar dificuldades
ou obstáculos. Não é agüentar uma enfermidade, um emprego duro ou
um parente difícil. É algo decisivo e ativo. É fruto de uma atitude
que o discípulo toma. É por isso que Jesus disse que nós "tomamos"
a "nossa" cruz. É fácil matar o corpo e quase impossível matar a
vontade do homem. Todos os passos tomados para matar o velho eu, e
de viver a nova vida em Cristo Jesus são passos em direção ao nosso
Calvário. Isso não é algo imposto. É o que nós decidimos fazer por
causa de Jesus. Como Davies e Allen observam em seu comentário, a
cruz é uma metáfora para abnegação total. Isso é confirmado no
versículo seguinte (10:39). Embora uma figura, é para ser aplicada
à vida real tal qual foi a cruz de Jesus na vida dele. O que é a
sua cruz? É qualquer coisa de Jesus que você ainda não negou ou
abraçou, repudiou ou defendeu, abriu mão ou se agarrou. Qualquer
coisa de Jesus. O fato de que nós achamos difícil aplicar esta
figura a nós é prova do quão pouco conhecemos Jesus e do quão pouco
temos o convidado para comandar as nossas vidas. Leia o Sermão do
Monte orando a Deus e pedindo que ele abra seus olhos para a cruz.
Se orar de coração sincero, e ler de espírito aberto, começará a
ver cruzes espalhadas por todas as palavras do Senhor. E o mais
impressionante - terá cada vez mais vontade de encostar seu ombro e
levantar cada cruz que você enxergar por causa de Jesus. Ao
conhecer melhor seu Senhor, você fará isso, porque ele é digno e
ele lhe tornará também.

ORAÇÃO:
Pai, eu preciso de mais coragem e mais determinação para tomar a
minha cruz. Mostre-me hoje mesmo quais passos posso tomar para
levantar e carregar a cruz que o Senhor colocou diante de mim. Eu
aceito e quero carregar porque meu Senhor também fez isso antes de
mim. E eu jamais terei que carregar uma cruz tão pesada quanto a
dele. Obrigado, meu Senhor, por me amar tanto. Em nome de Jesus eu
oro. Amém.