segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Quando Amar é...concordar!

Em determinados momentos de nossas vidas nos deparamos com coisas que nos parecem in comprenssiveis, ou quem sabe somos intolerantes, vai saber! somos humanos! Mas a coisa vai ficando, repetitiva e por consequencia muita alegria ou muita angustia. Estou num desses momentos (da angustia), tenho minha mamisidosinha e cheia de manias, uma delas e repetir e repetir uma determinado assunto que muito me chateia (não que eu não tenha minhas manias) mas enfim...continuemos, de dez coisas que fala, nove são o mesmo assunto. (Não! pessoas, ela não está doente e é lúcida, o assunto em questão é seu preferido,) isso vai me dando uma gastura!!, vou escorregando pela tangente e volta e meia me vejo dando uma fugidinha de minha mãe. Me sinto culpada e angustiada. Sei que não posso tocar neste assunto com ela porque fica infinitamente irritada e não fala comigo. De uns dias para cá tenho ouvido e concordado com ela, pensei e cheguei a conclusão que a única maneira de passar por isso sem magoa-la (sem ficar irritada também!) é ficar na minha, ouvir e me calar, ou de vez em sempre rsrs concordar. Fui, beijokitas

4 comentários:

Izabel disse...

Tá dando certo? quem sabe faça igual aquele personagem de deuma novela. Coloque dois tampoes no ouvido ou fique escutando musica e deixe ela falar. Beijos Olha aquela postagem de meu amigo é para mostrar quanta fé e força esse moço tem. Queria só um pouquinho da fé dele.

Izabel disse...

Noemi, o Almir tem um blog que eu sigo. entre lá siga leias as poesias, deixe comentários. Isso tb é caridade. http://gnomoalmir.blogspot.com

Razek Seravhat disse...

Experimente ser franca com sua mãe, afinal ela deve nutrir alguma realização por querer tocar tanto neste assunto que o aborrece. Se não for possivel procure descobrir por qual motivo esse assunto a irrita de forma tão demasiada, talvez , você o supere.

Ternura sempre!

Razek Seravhat disse...

Perdão por trocar o pronome.