domingo, 11 de dezembro de 2011

Fazendo faxina

Hoje quando acordei, senti uma dificuldade de respirar, percebi que minha gaveta emocional estava mais abarrotada que nunca. Sempre que me sinto assim, tenho vontade de voltar para a cama me encolher bem debaixo das cobertas e dormir o dia todo ou então chorar, ou ainda!...ligar para meu marido ou filhos e cobrar deles alguma coisa que "EU" gostaria de ter recebido.
Corajosamente abri a gaveta e como se olha todos os papeis comecei a tirar, só então percebi que tenho que olhar um por um, ler e ver o (porque?) e ,então botar fora de vez, mas já deu para ver que tem tanta tranqueira, tanto papel velho, tanto objeto sem uso, tanto objeto ultrapassado. Não é fácil, não raro temos a tendência de guardar tudo isso, um dia pegamos um ,e dizemos; quem sabe vou precisar uma um dia, e lá vai pra gaveta! Acontece que a gaveta encheu tanto que não fecha mais, e vou começar a derrubar por aí e pessoas que não tem nada com isso começarão a recolher e assim se formará um circulo ruim, pois ninguém tem a obrigação de recolher as tranqueiras que vou deixar cair no caminho, se eu não fizer rapidinho uma boa limpeza.

2 comentários:

Izabel disse...

No na faxina emoocional é meio que igual na faxina física. Se bobear olhamos o primeiro papel e nos perdemos com a leitura. Quando vê a hora já passou e deixamos para utro dia. Eu estou prestando atenção para isso não acntecer, no físico e no espiritual. Beijos boa semana. Fique com Deus.

Noemi Szcypula disse...

Quando eu estava postando , pensei nisso, rsrs