sábado, 10 de novembro de 2012

Não sou mais...

       Bom dia, meu marido acaba de chegar de viagem e já está "desmaiado" tamanho é seu cansaço, obeservo-o com uma ternura imensa e imagino que se não trabalhasse tanto poderiamos sair um pouco mais, mas o momento ainda não permite que ele recuse trabalho, por outro lado percebo que o trabalho é sua vida. Agora à pouco tinha dormido, quando percebi que ele não tinha chego ainda, peguei o telefone e sem angustia falei com ele. Pensando nisso percebi que "quase" não sou mais neurótica, tenho ficado um pouco mais em casa, motivo que poderia contribuir para que minha cabeça pirasse, ainda mais agora que tenho uma preciosidade que é minha netinha. Acreditem! acreditem que não fico ligando para saber da menina todos os momentos, vejo-a sempre que posso e não são todos os dias que isso acontece, nem ao menos preciso ficar me policiando para não dar pitacos no jeito que os Pais lidam com essa deliciosa novidade.
Tenho desenvolvido algumas táticas também para que fique mais tranquila, exemplo; Uma das minhas filha está morando sozinha, é dona de seu nariz e madura o suficiente pra cuidar de sí. mas...tem carro, saí pra caramba! Final de semana pra ela começa na quinta. E eu? Como o administrar isso, com essa violencia que devasta nossa cidade. Peço a ela que tome cuidado e não ligo pra saber se já chegou, não ligo mesmo, confesso que as vezes dou uma vasculhadinha na internet, pra ver se está online, se curtiu ou postou alguma coisa, mas nada que não me deixe dormir. Tenho cuidado de mim com muito carinho porque se eu pirar, ninguém terá tempo de cuidar de minhas neuroses, cada um tem sua vida, seus interesses e eu tenho que me amar muito e ficar bem para poder passar bem estar a eles. Bjs.

3 comentários:

Izabel Talarico disse...

Ho!la!la! ma cherié, que bom, a gente se sente em equilíbrio e isso nos dá calma ao nosso espírito e o nosso corpo agradece. Tb algumas vezes procuro um sinal dos meus. Acho que é normal das mães, só não pode virar obsessão. Bom domingo.

kassyane lopes :p disse...

Você esta deixando d ser "neurótica" ? não pode uma coisa dessas rsrssr
brincadeiras a parte mnha qrida se vc esta deixando de ficar pilhada com situações rotineiras, isso é mto bom pois a partir dai nota-se q a vida tem um gostinho um pouco diferente, bjos kassya lopes

Norma disse...

Que delicia q foi ler esta postagem. Fico muito..mas muito feliz por vc...confesso q ri qdo vc escreveu q tem q se cuidar pq ninguem tem tempo pras suas neuras. E é verdade...se a gente se preocupa demais...viramos preocupação pra eles..E é isso aí...vc fazendo isso tentando se desneurotizar (palavra inventada agora rsrssr)fica muito mais leve..mais feliz consigo mesma.. a vida flui mais levemente..Tenho tentando fazer o mesmo e tem dado certo. Tanto é q dia destes minha filha me ligou dizendo...:
- Mãe, cheguei.
E eu disse á ela...chegou onde menina..???? e ela me respondeu q havia chegado em Caraguatatuba.....acho q to desneurotizando um pouquinho tbm rsrsrs