domingo, 27 de dezembro de 2009

NATAL!!!!!!!!!

Natal para meu marido e meus filhos, sempre foi uma data comum (como quase todas as data comemorativas) embora Natal para muita gente é muito especial e eu admiro quem pensa assim e que faz de seu Natal uma coisa boa e gostosa, bem mas... voltemos ao fio da meada que eu já tava dando uma baita volta pra contar minha história. Meus filhos podem passar seus Natais com quem eles acharem melhor que meu marido e eu não nos importamos, pois temos uma relação de tanto amor e união que deixamos de lado esse compromisso deles para conosco.
Mas... este ano foi uma coisa muito especial pra mim, pois temos uma relação especial com os idosos (bem velhinhos mesmos) temos uns oitos velhinhos de nosso convívio mesmo.
Todos nossos velhinhos tem mais de oitenta aninhos, e um deles visitamos assiduamente e no Natal passamos na casa dele para lhe dar um abraço e depois vamos para nosso compromisso, este ano porém convidei me marido a mudar nossa rotina natalina, primeiro fomos na casa de nossos familiares e depois à casa de nosso bom velhinho e não é que chegando lá ficamos muito felizes, pois seu filho decidiu pedir a todos seus irmãos que fossem na casa de seu Pai à noite como ele e nós sempre fizemos, preparou uma linda Ceia e seu pai ficou tão feliz e emocionado que foi comovente. Pretendemos viajar e no caminho de nosso destino vamos parar para visitar uma tia de meu marido que acho que deve ter também seus oitenta anos, faz muito tempo que não nos vemos e estou feliz com essa viagem. Fiquem com Deus.

4 comentários:

Izabel disse...

Minha, irmã que bom que gostou dessa mudança, a gente tem medo de mudar? as vezes tá tão ruim! mas ficamos nisso, porque não sabemos ainda do que será a mudança. Precisamos sempre ter coragem para tomarmos atitude de mudança, de renovação. Adeus ano velho, Feliz ano novo que tudo se realize no ano que vai entrar. Dentro do que semeaste, será sua colheita. Beijos. Deus te ilumine sempre. Presciso falar algo para voce.

Anônimo disse...

Oração Para uma boa viage
Senhor meu Deus, envia o teu anjo na minha frente,
preparando o caminho desta viagem.
Proteja-me durante todo o percurso,
livrando-me de acidentes ou
qualquer outro perigo que ronde o meu trajeto.

Guia-me, Senhor, com Tua mão.
Que esta viagem seja tranquila e agradável,
sem contratempos ou contrariedades.

Que eu retorne satisfeito e em plena segurança.
Graças dou, pois sei que durante todo o tempo estarás comigo.

Amém.

Anônimo disse...

Confiar em Deus
O profeta Isaías, ao se referir à grandeza de Deus e à confiança que nEle deve ter o homem, diz:

“Os que esperam no Senhor, adquirirão sempre novas forças, tomarão asas como de águia, correrão e não fatigarão, andarão e não desfalecerão.” Isaías 40:31

É muito singular que o Profeta compare os que confiam no Senhor às águias. É que elas têm uma forma toda especial de enfrentar as tempestades. Quando se aproxima uma tempestade as águias abrem suas asas, capazes de voar a uma velocidade de até noventa quilômetros por hora, e enfrentam a tormenta. Elas sabem que acima das nuvens escuras e das descargas elétricas, brilha o sol.
Nessa luta terrível elas podem perder penas, podem se ferir, mas não temem e seguem em frente. Depois, enquanto todo mundo fica às escuras embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima. Confiança que traduz certeza é o seu lema. Para além da tormenta, brilha o sol, e o sol elas buscam.

Na morte, as águias também dão excelente lição de confiança. Como todos os seres vivos, elas também morrem um dia. Contudo, alguma vez você já se deparou com o cadáver de uma águia? É possível que já tenha visto o de uma galinha, de um cachorro, de um pombo. Quem sabe até de um bicho do mato nessas extensas estradas de reserva ecológica. Mas, com certeza nunca encontrou um cadáver de águia.
Sabe por quê? Porque quando elas sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo. Localizam o pico de uma montanha inatingível, usam as últimas forças de seu corpo cansado e voam naquela direção. E lá esperam, resignadamente, o momento final. Até para morrer, as águias são extraordinárias.

Quando, por ventura, você se deparar com um momento difícil, em que as crises aparecem gerando outras crises, não admita que o desânimo se aposse das suas energias. Eleve-se acima da tempestade, através da oração. Pense que Deus é o autor e o sustentador de todo o bem. Pequenos dissabores que estejam atingindo você são convites a reexame dos empecilhos que enchem a estrada da sua vida.

Discórdia é problema que está pedindo ação pacificadora. Desarmonias domésticas são exigência de mais serviço aos familiares. Doença é processo de recuperação da verdadeira saúde. Até mesmo a presença da morte não significa outra coisa senão renovação, e mais vida.

Pense nisso:
Sempre que as aflições visitem seu lar em forma de enfermidade ou tristeza, humilhação ou desastre, não se entregue ao desalento.
Recorde que, se você procura pelo socorro de Deus, o socorro de Deus também está procurando alcançar você!
Se a tranqüilidade parece demorar um pouco, persevere na esperança, lembrando que o amparo de Deus está oculto ou vem vindo.

Anônimo disse...

As bênçãos de Deus no novo ano

"Mas a terra que passais a possuir é terra de montes e de vales: da chuva dos céus beberão as águas; terra de que cuida o Senhor vosso Deus:os olhos do Senhor vosso Deus estão sobre ela continuamente,
desde o princípio até o fim do ano."(Deuteronômio 11.11,12).

Estamos hoje, às portas do desconhecido. Diante de nós estende-se o ano novo; vamos conquistá-lo a cada dia. Quem poderá dizer o que teremos pela frente? Que mudanças virão, que novas experiências, que necessidades? Mas aqui está a mensagem de nosso Pai Celeste - mensagem de ânimo, de conforto, de contentamento: "...os olhos do Senhor vosso Deus estão sobre ela continuamente, desde o princípio até ao fim do ano."

Sim, do Senhor vem toda a nossa provisão. Nele encontramos a fonte que nunca seca; mananciais e ribeiros que jamais se estancarão. Em Cristo, ó ansioso, está a promessa cheia da graça que nos vem do Pai. E se Ele é a fonte das misericórdias, nunca nos faltará misericórdia. Nem calor, nem seca poderão pôr fim àquele rio, "cujas correntes alegram a cidade de Deus".

A terra está cheia de montes e vales. Não são só planícies, nem só declives. Se a vida fosse sempre a mesma, ficaríamos oprimidos com a sua monotonia: nós precisamos dos montes e dos vales. Os montes recolhem as chuvas para centenas de vales frutíferos. Assim acontece também conosco: é o monte da dificuldade que nos eleva ao trono da graça e nos traz de volta com chuvas de bênçãos. Os montes, esses montes ásperos da vida, diante dos quais nos espantamos e contra os quais às vezes murmuramos, eles nos trazem águas. Quantos tem perecido no deserto, quando poderiam Ter vivido e prosperado em terra montanhosa! Quantos teriam sido abatidos pela neve, açoitados pelos ventos, despojados de suas flores e frutos, não fosse a proteção dos montes - rijos, duros, ásperos, tão difíceis de galgar! Sim, os montes de Deus são para o seu povo uma proteção contra os inimigos.

Não podemos Ter idéia do efeito que estão tendo em nossa vida as perdas, as dores, as aflições. Confiemos apenas. O Pai vem bem perto, para tomar a nossa mão e guiar-nos hoje pelo caminho. Será um bom, um abençoado ano novo!

Segue ao pé do bom Pastor
Cada dia.
Nele tens todo o sustento.
Tudo de que necessitas
Na jornada:
Cada dia.