domingo, 10 de maio de 2009

Hoje

Hoje foi um, dos dias mais felizes da minha vida, que me perdoem minhas duas filhas maravilhosas, mas elas com certeza entenderão o porque?
Estava em casa, com minha filha mais velha e seu namorido , que estão empolgadissimos com seu lar que agora vão com partilhar , pois tenho certeza que aquilo será um Lar abençoado por Deus.
Me marido amado foi trabalhar (meu marido amado fora trabalhar) afinal temos que ganhar o pão de cada dia. Minha filha caçula me perguntou: Mãe se eu for almoçar com a Família do Daniel, você ficaria triste? _ Claro que não minha filha! vai tranquila! pois aqui em casa não costumamos muitos com essas data _ Graças a Deus por um bom motivo, pois somos bastante unidos e por incrível que você possam achar sou a que costuma esquecer essas datas. Ganho flores todas as semana e meus filhos são maravilhosos. (Sempre acabo ganhando algo de um ou de outro) o que não é nada mau, afinal até eu que sou mais boba gosto de um presentinho de vez em quando.
Mas... hoje como eu disse estava só em casa, mas estava em paz, eis que toca o telefone e meu filho tão amado! me pergunta mãe: O que você está fazendo? _ Nada filho, só um pouco de macarrão e um pernil de panela, "Você pode vir almoçar"! No que ele me respondeu, eu queria saber se você não quer sair para almoçar comigo? _ Só eu e você? você e eu?, claro filho! vou sim, então se arruma mãe que em meia hora eu passo aí!. Fomos almoçar juntos, ele abriu a porta do carro para mim, apresentou-me para todos os garçons, conversamos só amenidades e na saída colocou a mão em meu ombro e lá fomos nós de volta pra casa, falizes da vida!.
À noite ele trouxe sua namorada que me deu um presente, nos abraçamos muitos e nos demos uns cinco beijos. Senti por ela um grande carinho, que tenho certeza que se transformará em amor. Conto isso porque nosso começo foi bastante conturbado e fiquei muito feliz de ter saído com meu filho, pois esse menino é o que mais precisa de minha atenção.
Sair com minhas meninas e meu marido isso é rotina! To Muito, muito feliz.
ah, eles estão procurando se encontrar dentro do evangelho, pois a verdadeira fé cristã está dentro de cada um de nós.

4 comentários:

Andréia Szcypula disse...

Isso aí mãe! Vai dar tudo certo!

Ana disse...

Eu sou mais importante, né?

Vc ainda me ama?

Noemi Szcypula disse...

Ciumenta Mor! Claro que te amo, principalmente se vc arrumar o seu quarto e comer direito.

Izabel disse...

Hhehehe, como somos tontas meu Deus!!!!, num simples gesto e lá estamos nós, faceiras, radiantes!Por isso digo, isso é o amor incondicional, que a verdadeira mãe sente. Fiquei muito feliz, por ti minha irmã.