quarta-feira, 27 de maio de 2009

Retornando (também)

Estava eu no silencio e oração por conta de uma grande angustia por qual passamos em nossa família, minha irmã do coração passou por algo que mais assusta uma mãe, sua filha caçula esteve internada num quadro considerado bastante grave pelos médicos. Eu de São Paulo, nada podia fazer por minha sobrinha e por minha irmã. Minha única reação foi orar, dia e noite por elas, acordava á noite a primeira coisa que me vinha à cabeça era pedir por minha sobrinha, vocês sabem que minha irmã é quase cega e estava só com sua filha no hospital, sem ter um parente que a substittuisse para que ela pudesse descansar, eu sem condições absolutas de poder viajar devo ter gasto tudo o que tinha direito e que não tinha em telefonemas.
Mas... Deus um sua infinita misericórdia não a abandonou em nenhum momento, tenho certeza que nos momentos de maior dor ele a carregou no colo. Amigos apareceram e quem pode ajudou da melhor forma. Minha sobrinha saiu hoje pela manhã do hospital, minha irmã conseguirá descansar finalmente e eu para não perder o hábito voltei às minhas preocupações anteriores.

4 comentários:

Izabel disse...

Ha! minha irmã voce é simplesmente The Best.

Anônimo disse...

Preocupação
Por Henry Nouwen
Uma das formas mais úteis de deixarmos de nos preocupar é esforçarmo-nos por não pensar naquilo que está nos preocupando. Não é com a mente que podemos afastar as nossas preocupações.
Quando estamos na cama preocupado com uma próxima reunião, não podemos evitar a preocupação dizendo para nós mesmo: “Não penses nisso; dorme. Tudo correrá às mil maravilhas, amanhã”. A nossa mente simplesmente responde: “Como é que você sabe?” e aí estou eu de novo me preocupando.
O conselho de Jesus para elevar o nosso coração para o Reino de Deus é de alguma forma paradoxal. Poderíamos dar a seguinte interpretação a Ele: “Se quiseres preocupar-te, preocupa-te com aquilo que realmente vale a pena. Preocupa-te com as coisas mais importantes que a tua família, os teus amigos, a tua reunião de amanhã. Preocupa-te com as coisas de Deus: com a verdade, a vida, a luz!”.
E, logo que orientamos o coração para estas coisas, a nossa mente deixa de andar de um lado para o outro, porque entramos em comunhão com aquele que está presente em nós, aqui e agora, e está pronto para nos dar aquilo de que mais precisamos. E, assim, as preocupações tornam-se oração e a nossa sensação de impotência é transformada numa tomada de consciência de que somos fortalecidos com o poder do Espírito de Deus.
Para Reflexão:
Na verdade, não podemos prolongar a nossa vida com as preocupações, mas podemos ir muito além dos limites da nossa curta existência e clamar pela vida eterna como filhos amados de Deus.
Mas isso porá um fim às nossas preocupacões? Provavelmente não. Enquanto estivermos neste mundo cheio de tensões e pressão, a nossa mente nunca estará livre de preocupações, mas, se continuarmos a voltar o coração e a mente para o abraço amoroso de Deus, seremos capazes de continuar a sorrir da nossa própria pessoa preocupada e a manter os olhos e ouvidos abertos aos sinais e sons do reino•
Que o Espírito Santo nos ajude !

Graziella disse...

Tia, obrigad por toda a oração que você fez!! Isso é uma das melhores ajudar que você poderia ter feito por nòs!! Deus sabe o quanto eu fiquei preocupada e triste, mas como não podia viajar para ajudar a mamae, o que eu fiz, me resignei e orei pediando força para minha irmã que amo tanto tanto!! Depois que ela saiu, eu agradeci tanto que as olheres do SENHOR devem estar cheias hihihihihihi

amo muito vocês

Rê, Nani ou Regiane disse...

Que ótimo Nô!!!
Vc tem toda razão, o q de melhor podia fazer, fez: orar!!
O Pai nunca desampara Seus amados filhos e Sua Palavra nos fala sobre a força e importância da oração intercessória!!
Nossas petições em favor de nossos semelhantes soam música aos ouvidos de Deus!!
Fico mto contente q ela esteja melhor. Q Papai do céu a abençoe conforme Sua vontade. Este é meu desejo e minha oração. ;-)
beijinho