domingo, 1 de março de 2009

Cada dia uma mãe

Ontem antes de me deitar passei no quarto de minha mãe para conversarmos um pouquinho, coisas que está se tornando um hábito, haja visto que ela gosta muito de seu canto e eu vou até lá conversar saber alguma bobagezinha, e porque não fofocar um pouquinho!. No maio do papo lembrei-me de uma bolsa muito bonita que à alguns anos eu a presenteei, já tinha observado que nunca tinha visto minha mãe usar a tal bolsa, então eu (sem noção), perguntei pela bolsa, (vamos ser bastante honestas) se ela ainda tivesse a bolsa eu tinha a intenção de perguntar se não queria dar para mim de novo já que gostava muito da bolsa. Foi uma conversa tranquila ela me disse que não lembrava, enfim tudo bem! saí deitei-me dormi e hoje de manhã, surpresa...Quando mamis abriu a porta de seu quarto perguntei - Dormiu bem mãe? menina ela veio com dez pedras na mão e acabou comigo, costumo ouvir explicar e as vezes chego mesmo a chorar pois não entendo sua reação, porém hoje fui muito mau educada e saí batendo a porta e dei um basta naquela conversa e cheguei mesmo a dizer "CANSEI" . Fechei a porta de meu quarto e chorei, chorei o que não tinha feito, chorei o que não tinha entendido, chorei porque minha mãe aos 80 anos tem o direito de ser assim, chorei porque não tive pasciencia, chorei porque ouço, ouço e me calo em nome do respeito à sua idade, mas me dei conta que também sofro e passo por momentos ruins. Liguei então para minha "miga irmã" que me consolou sem passar a mão em minha cabeça, desci , contei para meu marido e pedi! "Fica do meu lado, to errada?" no que calmamente ele respondeu. "Não esqueça que ela é uma senhorinha velhinha, e sorriu".

E.T. depois mamis desceu e me pediu café!

4 comentários:

Anônimo disse...

NÃO TE ASSOMBRES, PORQUE EU SOU TEU DEUS...

“Não temas porque eu estou contigo, não te assombres porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.”
Vivemos em um mundo cheio de temores, dúvidas, aflições, insegurança. Vezes sem conta nos voltamos para um lado e para outro, sem jamais divisar socorro.
Passava, eu, certa feita, premido pelas correntes de tráfego, sobre uma das pontes que adornam a capital bandeirante. Era o entardecer. O crepe do ocaso começava a envolver a grande cidade.
De repente, sobre uma das pilastras da ponte, pude divisar um garoto, em plena adolescência, quatorze anos quem sabe, preparando-se para se lançar às águas poluídas do Tietê e dar cabo de sua miserável vida.
Seus olhos expressivos, profundos e estranhos, denotavam medo, decepção, angústia, insegurança, sei lá mais o que! Contudo, pareciam despachar, com angústia, um desesperado pedido de socorro. Mas, que socorro poderia receber de uma sociedade insensível e alheia a tudo, posto que responsável pelos males reinantes?
No meio da multidão, aquela criança que ia se suicidar, só tinha por companhia a solidão. Porque, a triste solidão é aquela que sentimos cercados por uma multidão indiferente.
É cruel, muito cruel mesmo, sentirmos solidão em meio à multidão, quando massa humana nos acotovela, mas, passa indiferente.
Assim tem vivido o nosso mundo. Há muita solidão, há muita indiferença, há muito desespero. Contudo, é neste ambiente cruel de solidão que a alma encontra a mais doce companhia e escuta as mais sublimes promessas. “Não temas porque eu estou contigo; não te assombres porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel”.
Sim, quaisquer que sejam as dificuldades, a criança não tem medo se estiver segurando a mão de seu pai, de sua mãe. É o mesmo para a alma que se apega a Deus em confiança. Ele nos livra de temores, de solidão, de dúvidas e de angústias.

Leitura Bíblica – Josué 1: 1-9
Destaque v.9
MEDITAÇÃO
- Temores, dúvidas, incertezas nos assaltam a cada instante.
- Procuramos refúgio, procuramos respostas, procuramos amparo.
- Para onde olhar? Há temor, apreensão e augúrios negativos... Tudo parece falhar.
- No clímax destes momentos de medo, podemos ouvir o Senhor, o Deus Soberano a nos dizer: “Não temas nem te assombres porque o Senhor teu Deus é contigo por onde quer que andares.”

ORAÇÃO
Deus Todo-Poderoso e Senhor, eu te Suplico, fica perto de nós com o teu poder. Ajuda-nos nas nossas ansiedades e medos. Que o Teu Espírito nos dê forças. Precisamos de Ti. Ilumina o nosso caminho neste mundo de trevas, para que jamais erremos o caminho da vida.

(Extraído do Livro “No silêncio da tarde” – Meditações do Pr. Nathanael de Almeida Leitão – 2ª Edição – Via Vox – Publicações – Campinas – SP.)

Noemi Szcypula disse...

Obrigado, suas palavras tem me ajudado a buscar mais a Deus e pedir a ele que me acrescente a Fé.

Izabel disse...

Sabe porque cada dia uma mãe, cada dia, um dia diferente, cada dia uma nova missão, cada dia uma luta contra nós mesmo na busca de melhorarmos. Viva! a diversidade de cada dia, senão seria tão chato, tudo certinho sem surpresas, emoções, saudades etc...etc...bjs

Andréia Szcypula disse...

Mãe, vc sabe o que acho. Mas vou deixar registrado mesmo correndo o risco de parecer muito dura! Eu não acho que vc deva ser mal-educada com sua mãe, nem com ela, nem com ninguém...Mas ninguém te poupa de problemas e reclamações então porque vc não tem o direito de reclamar com ela tb? Acho que sim, temos que respeitar a idade das pessoas, mas essas pessoas tb passaram por muita coisa e muitas delas...como a minha avó, tem total lucidez pra ouvir coisas que lhe desagradem. Você chora e ela nem sabe o que está acontecendo... talvez você precisa coloca-la a par do que está acontecendo na sua vida e deixá-la julgar como ela vai te tratar daí em diante. Eu não gosto de pisar em ovos com vc, vc gosta de pisar em ovos com ela? E sua liberdade, dentro da sua casa?