quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Carta ao meu filho

Meu filho,
Hoje você se mudou de novo , foi para sua nova casa, agora junto com sua namorada e futura mulher, já que pretendem se casar em Novembro, para mim não faz a mínima diferença , a única coisa que me importa é sua felicidade.
A hora que vocês foram, sua namulher, sentada no carro , derrepente seu olhar se perdeu...perguntei a ela o que foi? Ela me respondeu, não sei? Estou um pouco triste, parece que estou me sentindo abandonada? Meu coração ficou tão apertado! imaginei que ela estava se sentindo insegura e pensei ...que você também está com medo, eu sei que está, outro dia conversando você me disse isso. Depois que vocês sairam, olhei para o outro lado da rua e não seu carro , senti aquela sensação esquisita tipo "onde está meu filho?" , que sensação angustiante meu querido filho, que vazio imenso dentro do meu coração! Com você meu amor sempre foi assim, sempre me preocupei mais, suas necessidades eram maiores. Sei que para ajuda-los tenho que orar muito por vocês e torcer para que amor que vocês sentem um pelo outro tenha o poder de saber superar diferenças, que você ceda na hora certa e tenha firmeza quando precisar.
Meu filho quero que você seja absolutamente feliz nessa nova etapa de sua vida, sei que o vazio em meu coração deve ser a famosa "síndrome do ninho vazio". Sua irmã se mudou em Junho passado, foi menos dolorido pois ela foi mudando aos poucos, (demorou mais de um mês), você, foi uma vez , estávamos num momento difícil, foi um bom afastamento e depois voltou para perto e já estava mudado, foi uma convivencia muito gostosa e em menos de 15 dias arrumou sua casa e se mudou. Seja feliz e faça sua mulher feliz!

Um comentário:

Izabel disse...

Como é conhecida minha, esse vazio. Só posso te dizer que um dia ele passa, depois volta e assim vamos, pois como disse voce amor assim só o de mãe. Mas aquela pergunta não vale o amor de nossos filhos ok. Esqueci de colocar isso lá. Beijos